Notícias: Notícia

JUIZ FEDERAL NORTE-AMERICANO DEBATE A DISCRIMINAÇÃO RACIAL NO TRF3

Segregação racial, ações afirmativas e diversidade cultural foram alguns dos assuntos tratados

Hoje (26/3), a Escola de Magistrados da Justiça Federal da 3ª Região recebeu a visita do juiz federal norte-americano Emmet Sullivan, que ministrou a palestra “Judiciário e Discriminação Racial”.

O diretor da Emag, desembargador federal Newton De Lucca, presidiu o evento e abriu a palestra agradecendo ao Consulado Americano por suas contribuições aos eventos da Emag, afirmando que “é do nosso interesse conhecer a experiência americana nos vários campos do Direito em que ela se desdobra”. A desembargadora Maria Cristina Zucchi também compôs a mesa do evento.

O juiz federal Emmet Sullivan é formado em Ciências Políticas e Direito pela Universidade Howard e faz parte do Tribunal do Distrito de Colúmbia. Durante a palestra, ele falou da postura do Poder Judiciário Americano diante da discriminação racial nos Estados Unidos. Ele apresentou diversas decisões jurídicas que tiveram impacto profundo na sociedade americana ao longo da História, abordando principalmente a participação da Suprema Corte Americana na evolução dos direitos dos negros.

Um dos tópicos abordados foi a questão das ações afirmativas, que fazem parte do cenário norte-americano há mais tempo que no Brasil. Segundo o juiz, o primeiro presidente americano a implantar ações afirmativas foi Franklin Roosevelt.

Ele também acredita que os Estados Unidos evoluíram muito em relação às injustiças raciais. “Na prática, negros, latinos e indígenas, recebem menos apoio do poder público e da sociedade. Lidamos com a discriminação sim, mas estamos desempenhando um esforço hercúleo para que sejamos vigilantes”, afirmou.

Ao finalizar a palestra, o juiz norte-americano exaltou a importância da diversidade cultural no Poder Judiciário: “o presidente Barack Obama acabou de nomear a primeira juíza latino-americana dos Estados Unidos. Além disso, ela é de descendência asiática. Acredito que a diversidade melhora a qualidade, pois o Judiciário deve refletir a diversidade da população a que atende. As pessoas devem ver seus julgadores como seus iguais e assim, sentir respeito, amparo e justiça no julgamento de seus processos”.

O evento de hoje é credenciado pela Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados – ENFAM e faz parte do Programa Nacional de Aperfeiçoamento e Pesquisa para Juízes Federais – PNA.


Fotos: João Fábio Kairuz / ACOM / TRF3  


1- A desembargadora Maria Cristina Zucchi fala da importância do tema da palestra de hoje. Ao lado dela, o diretor da Emag, desembargador federal Newton De Lucca, e o juiz federal Emmet Sullivan;

2- Desembargador federal Newton De Lucca e juiz federal Emmet Sullivan, palestrante do dia;

Ana Carolina Minorello
Assessoria de Comunicação 

Visitas a notícia

Esta notícia foi visualizada 646 vezes.

Assessoria de Comunicação Social do TRF3 - 3012-1329/3012-1446

Email: acom@trf3.jus.br



Dados para pesquisa de notícias


Tribunal Regional Federal da 3ª Região
Av. Paulista, 1842 - Cep: 01310-936 - SP - © 2010