Notícias: Notícia

JUÍZES FEDERAIS DA 3ª REGIÃO PARTICIPAM DE WORKSHOP SOBRE GESTÃO DE PROCESSOS DE TRABALHO

O objetivo do treinamento é implantar método de gerenciamento de rotinas em pelo menos 50% das unidades judiciárias de primeiro grau

No dia 22 de setembro, foi realizado o último encontro da primeira turma do workshop Gerenciamento de Rotinas nas Unidades Judiciárias da Justiça Federal, que contou com a participação de juízes federais de vinte Seções Judiciárias dos estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul.

O evento é uma parceria da Secretaria do Centro de Estudos Judiciários do Conselho da Justiça Federal (CJF) com a Escola de Magistrados da Justiça Federal da 3ª Região (Emag) e integra o projeto para o cumprimento da Meta 5/2010 do CJF, que consiste em “implantar método de gerenciamento de rotinas – gestão de processos de trabalho – em pelo menos 50% das unidades judiciárias de primeiro grau”.

A desembargadora Federal Salette Nascimento, diretora da Emag, fez a abertura das apresentações e ressaltou o pleno empenho do Tribunal Regional Federal da 3ª Região em cumprir as metas estabelecidas para o Judiciário: “O objetivo desse encontro é desenvolver conhecimentos, habilidades e atitudes entre magistrados e servidores para a racionalização e padronização dos trâmites judiciários e administrativos, visando maior eficiência operacional”.

Foi apresentado aos magistrados um fluxo de trabalho com a sequência de atividades dentro do procedimento comum ordinário, bem como propostas de melhorias. O trabalho foi elaborado pelos diretores de Secretaria participantes do evento nos dias 20 e 21/9.

A gerente nacional do projeto para consecução da Meta 5, Silvana Conceição Dias Soares, explicou que os diretores discutiram sobre como cada atividade do fluxo é realizada na sua unidade. “Houve contribuição de todas as Varas. Por meio de um consenso e respeitando as peculiaridades de cada Seção, foram selecionadas práticas, que serão adicionadas a um banco, e trazem resultados positivos em relação à celeridade e efetividade do processo”.

“Tudo isso é importante para tornar a Justiça mais transparente, mais célere e mais ágil. O conhecimento e a experiência acumulada de algumas Varas, em determinados assuntos, pode ajudar outras. Compartilhar informações evita gargalos, retrabalhos e pode ajudar a Justiça como um todo, com respeito à especificidade de cada Vara”, afirmou Paulo Torquato, consultor da Plano Consultoria e professor da FGV.

Boas práticas

Foram explanados aos juízes federais, procedimentos para melhorar as rotinas de trabalho que podem ser acrescentados no banco de boas práticas, como por exemplo: criação de uma central de autuação; análise da petição com bastante critério; maior utilização das comunicações por meio eletrônico; separação das petições por tipos de peças; despachos padronizados nas próprias petições; entre outros.

Os juízes participaram com sugestões e complementaram com informações adicionais e experiências vivenciadas nas Seções Judiciárias onde atuam.

O workshop prossegue com três novas turmas, no período de 23/9 a 15/10.

João Fábio Kairuz/ ACOM/ TRF3

Juízes federais presentes no workshop "Gerenciamento de Rotinas nas Unidades Judiciárias da Justiça Federal"


Mônica Gifoli
Assessoria de Comunicação

Visitas a notícia

Esta notícia foi visualizada 1792 vezes.

Assessoria de Comunicação Social do TRF3 - 3012-1329/3012-1446

Email: acom@trf3.jus.br



Dados para pesquisa de notícias


Tribunal Regional Federal da 3ª Região
Av. Paulista, 1842 - Cep: 01310-936 - SP - © 2010