Notícias: Notícia

DELAÇÃO DA JBS: ÓRGÃO ESPECIAL MANTÉM PRISÃO DE PROCURADOR DA REPÚBLICA E ADVOGADOS

O Órgão Especial do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3) negou provimento aos agravos regimentais do procurador da República Ângelo Goulart Villela e do advogado Willer Tomaz, que, com isso, seguem presos preventivamente.

A prisão dos investigados foi determinada pelo ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), após delação do empresário Joesley Batista. Posteriormente o processo foi remetido o TRF3, onde o seu relator, desembargador federal Toru Yamamoto, manteve a prisão determinada no STF. Contra essa decisão do relator do caso no TRF3 é que foram interpostos os recursos julgados hoje.

Na decisão do Órgão Especial, a maioria dos julgadores entendeu que as medidas cautelares alternativas à prisão não seriam suficientes para a manutenção da ordem pública e da ordem econômica, para conveniência da instrução criminal e para assegurar a aplicação da lei penal.

Assessoria de Comunicação Social do TRF3
 

Visitas a notícia

Esta notícia foi visualizada 1175 vezes.

Assessoria de Comunicação Social do TRF3 - 3012-1329/3012-1446

Email: acom@trf3.jus.br



Dados para pesquisa de notícias


Tribunal Regional Federal da 3ª Região
Av. Paulista, 1842 - Cep: 01310-936 - SP - © 2010