EMAG PUBLICA VÍDEO SOBRE JUSTIÇA RESTAURATIVA E OS DESAFIOS TRAZIDOS PELA PANDEMIA

A juíza de Direito Fernanda Menna Pinto Peres fala sobre a aplicação da técnica a distância  

A Escola de Magistrados da Justiça Federal da 3ª Região (EMAG) publicou, na terça-feira (8/9), vídeo da juíza de Direito Fernanda Menna Pinto Peres, integrante do Núcleo de Justiça Restaurativa da Comarca de São Vicente/SP.  

No vídeo gravado para a série Conexões, do portal EMAGConecta, a magistrada explica que a Justiça Restaurativa é uma técnica de solução de conflitos originada na década de 70, que propõe um enfoque diferenciado em relação ao modelo meramente punitivo da justiça penal: em vez de se centrar apenas no réu, a ideia é a de se identificarem todas as pessoas que sofreram o dano, levando-se em conta as diferentes necessidades e motivações. 

O objetivo é trazer à luz as responsabilidades de cada um na geração daquele fato ofensivo e, a partir disso, elaborar, de maneira coletiva, uma forma de se reparar os traumas e as perdas.  

A juíza destacou que a pandemia exigiu uma adaptação do processo, que tem que ser realizado a distância. No vídeo de quase 8 minutos, ela aponta os desafios e as vantagens da justiça restaurativa realizada pelo meio virtual. 

Assista ao vídeo completo aqui

Assessoria de Comunicação Social do TRF3 
Com informações da EMAG 

www.twitter.com/trf3_oficial  
www.instagram.com/trf3_oficial 

Visitas a notícia

Esta notícia foi visualizada 209 vezes.

Assessoria de Comunicação Social do TRF3 - 3012-1329/3012-1446

Email: acom@trf3.jus.br



Pesquisa de notícias


Tribunal Regional Federal da 3ª Região
Av. Paulista, 1842 - Torre Sul - Bela Vista
01310-936 - São Paulo - SP
PABX: (11) 3012-1000
Horário de atendimento das 9h às 19h