TRF3 SP MS JEF

acessibilidade

Transparência e Prestação de contas
ícone de acesso à internet Acesso à Internet
Menu

04 / maio / 2022
TRF3 assegura a estudante com deficiência auditiva o direito de cursar Medicina

Sexta Turma confirmou decisão monocrática que havia autorizado a imediata matrícula na Unifesp 

A Sexta Turma do Tribunal Regional Federal da 3ª Região assegurou a um estudante com deficiência auditiva bilateral o direito de matrícula no curso de Medicina da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). O aluno foi selecionado com base em sistema de reserva de vagas (cotas), mas a instituição não reconheceu sua condição de pessoa com deficiência.  

Para o colegiado, há farta documentação apresentada administrativa e judicialmente comprovando o enquadramento dele nas normas referentes às categorias de deficiência (Decreto nº 3.298/99). 

Inicialmente, o estudante ingressou com mandado de segurança e, após ter o pedido de liminar negado no 1º Grau da Justiça Federal, recorreu ao TRF3. 

No tribunal, o relator, desembargador federal Souza Ribeiro, determinou a imediata matrícula concedendo antecipação de tutela com efeito suspensivo. “Em se tratando de matrícula em curso superior já iniciado - o que poderá causar severos prejuízos acadêmicos ao agravante em caso de demora na concessão da liminar - o deferimento do efeito suspensivo se faz urgente”, afirmou o magistrado. 

Ao analisar agravo interno da Unifesp contra a decisão, a Sexta Turma, por unanimidade, negou provimento ao recurso e confirmou a decisão anterior do relator.

Agravo de Instrumento Nº 5014300-22.2021.4.03.0000 

Assessoria de Comunicação Social do TRF3  

www.twitter.com/trf3_oficial  

www.instagram.com/trf3_oficial

Visitas a notícia

Esta notícia foi visualizada 818 vezes.

Assessoria de Comunicação Social do TRF3

Email: acom@trf3.jus.br



Compartilhar
Pesquisa de notícias

Dúvidas » Email : acom@trf3.jus.br